Toques e Fanfarra das Tropas Pára-quedistas

Os toques de clarim são indissociáveis da Fanfarra. Esta é uma pequena homenagem à Fanfarra das Tropas Pára-quedistas.



A Fanfarra dos Pára-quedistas, através dos tempos, sempre foi um vector de importância para a elevação do moral das tropas e projecção da imagem dos Pára-quedistas que representam. A Fanfarra esteve sediada na Escola de Tropas Pára-quedistas e possuía elementos jovens imbuídos no propósito de levar alegria e beleza às pessoas que apreciam a música. Esta é a nossa Fanfarra, criada do sonho de perpetuar uma tradição e levar a outros cantos do nosso país a cor da nossa Boina.

Em 23 de Maio de 1986, dia da Base Escola de Tropas Pára-quedistas, são lançadas na Fanfarra para executar uma pequena marcha, quatro Gaitas-de-Foles de origem Escocesa.

Em 23 de Maio de 1986, dia da Base Escola de Tropas Pára-quedistas, são lançadas na Fanfarra para executar uma pequena marcha, quatro Gaitas-de-Foles de origem Escocesa.

Clique nas fotos para ouvir os toques de ordem

Firme

Apresentar arma

Sentido à Unidade

Sentido

Descansar arma

Homenagem aos mortos

Descansar

Direita Volver

Silêncio

Ombro Arma

Ordinário Marche

Recolher

Vídeos com a participação da Fanfarra.

Em 2009, na cerimonia de Juramento de Bandeira

Em 2003, no dia da Unidade - 23 de Maio

Em 1999, no dia da Unidade - 23 de Maio (A partir do minuto 1

Em Castelo Branco, num encontro de pára-quedistas

A Fanfarra em actuação, no ano de 1992

Em 01 de Março de 2001, o SAJ /PQ Manuel Brás, deixa de chefiar a Fanfarra, sendo substituído no comando da Fanfarra pelo 1ºSAR/PQ/BFE Paulo Martins. Actualmente está extinta.